Toda a mãe que abraça esta imensa tarefa com alegria e comprometimento é, inquestionavelmente, uma super-mãe! Não porque não tenha dúvidas, não porque não falhe, mas porque se implica e dedica a esta montanha russa que é responsabilizar-se pelo saudável crescimento de um ser humano. E para isto, os únicos dois ingredientes de sucesso garantido são: a presença e o amor incondicional. No mês dedicado à Mãe, relembre que ser mãe é…

Multiplicar-se. O nascimento de um filho implica o nascimento de alguém que vai andar connosco, na cabeça, no coração, e na agenda, para o resto da vida. Os filhos preenchem os nossos tempos livres; ocupam o nosso pensamento com os seus medos ou os planos para a fantástica festa de anos que se aproxima; enchem-nos o peito com o mais frenético orgulho e com a mais profunda tristeza.

Ser mãe é 1

Transcender-se. É aceitar entrar num jogo pouco seguro e previsível. É integrar um papel cheio de interrogações e incertezas, cheio de incontroláveis, cheio de inesperados, cheio de planos B (e C e D…). E estar pronta para lidar com as adversidades. É uma viagem que se faz “à vista” porque o território é sempre desconhecido e obriga-nos a fazer novas descobertas e usar novos recursos.

Tornar-se imortal na memória dos nossos filhos. Nos momentos únicos que lhes proporcionamos, seja de mimo e de festa, seja de exigência que faz crescer. Nos valores de que falamos e de que somos exemplo, e que vão sendo por isso interiorizados, tornando-se as suas referências. Em gestos e palavras que atravessarão gerações, porque ao educar os nossos filhos, estamos também a educar os pais em que se vão tornar.

Aproveitar desde o início! É realmente mãe desde que descobre, com alegria, que está grávida! Muitas vezes a maternidade começa a nascer ainda antes, quando se começa a planear um filho, quando se começa a sonhar o bebé, quando, sozinha ou a dois, se antecipam as suas características e parecenças e se misturam os desejos com os receios. Por outro lado, durante a gravidez, a mãe trabalha questões determinantes para a construção da sua maternidade: reflete na forma como foi filha e nas implicações que isso terá para a sua forma de querer ser mãe; atualiza a relação com o marido na preparação desta nova grande tarefa que é pedida a ambos; consciencializa-se que o bebé é um ser independente - tão carne da sua carne, quanto autónomo. Por isso, viva plenamente este tempo! Tente desacelerar outros ritmos e prepare o ninho, por fora e por dentro.

Ser lugar de MUITO colo e MUITO mimo. Não é isso que tornará os seus filhos mimados, dependentes, inadequados. É esta intimidade física e emocional que alimenta o sentimento de pertença mútua. O colo e o mimo falam às crianças de mensagens fundamentais: do quanto são gostadas, do quanto estamos na sua retaguarda incondicionalmente, a partilhar as suas alegrias e conquistas e a apoiar no momentos difíceis.

Ser mãe é 2

Ser atenta ao que faz dos seus filhos únicos e especiais! Invariavelmente os filhos são pessoas distintas: com necessidades, vontades, gostos e preferências próprios! Muitas vezes gostávamos de superar nos nossos filhos as nossas escolhas erradas e de projetar neles as nossas paixões. E queremos isto porque queremos o melhor para eles, pois somos protetoras, e por vezes confundimos com ‘o melhor’ com ‘o melhor à nossa moda’, porque é isso que conhecemos. É fundamental ver os filhos com realismo, como verdadeiramente são, e dar-lhes o espaço e o apoio para irem desenvolvendo as suas próprias competências e características.

Ser mãe para sempre! As mães não são descartáveis! São mesmo para a vida inteira! Não acredite no contrário, nem mesmo quando os seus filhos começarem a entrar na adolescência. Nesse momento existe é uma nova forma de ser necessária: aposte numa comunicação mais horizontal, desafie-o e questione-o de forma cada vez mais complexa, invista em perceber as suas vivências emocionais… e considere mostrar-se mais humana, nas suas opiniões e limitações.

Fonte:

Mariana Negrão

Revista Pais&Filhos

número 292, maio 2015

gravidez,bebé,maternidade,mãe,cuidados,grávida,criança,mulher,pais,desenvolvimento,filhos,papel,adolescência,mães,tarefa,super-mãe,responsabilizar-se,crescimento de um ser humano,presença,amor incondicional,ser mãe,ser mãe é,Multiplicar-se,nascimento de um filho,tempos livres,pensamento,Transcender-se,incertezas,cheio de incontroláveis,é uma viagem,Tornar-se imortal,nossos filhos,mimo,Aproveitar desde o início,planear um filho,nova grande tarefa,mimados,dependentes,filhos únicos e especiais,Ser mãe para sempre,