Todos os bebés têm a pele delicada, mas há crianças que parecem vir equipadas com uns sensores ultra-sensíveis que as tornam especialmente reativas. Comichão, desconforto e secura extrema da pele, são alguns sintomas da pele atópica. Saiba como tratar e melhorar o conforto da pele sensível da criança!

O que é a pele atópica?

Também designada por eczema atópico ou dermatite atópica, caracteriza-se por uma reação de hipersensibilidade da pele que, ao contrário da pele normal, reage de modo excessivo ao contacto com fatores externos, causando, prurido e descamação.

Sintomas

A pele atópica ocorre mais em bebés, geralmente entre o 3º e 6º mês de vida. Pelo menos metade destes casos desaparece por volta dos 18 meses. Os locais mais afetados são sobretudo, nas faces, testa e queixo do bebé mas também pode surgir no couro cabeludo.

Nas crianças, as lesões aparecem nas pregas internas dos cotovelos, joelhos, partes superiores dos pés, das mãos, tronco e pescoço.

Para identificar uma crise é simples: aparece um simples vermelhidão acompanhada com muita comichão. A pele da zona afetada fica muito rugosa, humedecida e começa a formar crostas. Nesta fase, é essencial que a pele seja hidratada diariamente. Geralmente, os sintomas pioram durante os meses de inverno.

Causas

  • Histórico familiar - Muitas vezes existe um antecedente familiar de asma, febre dos fenos, eczema, psoríase ou outros problemas relacionados com as alergias.
  • Sistema imunitário - A reação excessiva do sistema imunitário face às agressões externas provoca a inflamação da pele, dando origem à comichão, descamação e desconforto.
  • Fatores ambientais - A exposição a fatores ambientais como a poluição ambiental, o tabagismo, o ambiente aquecido e a exposição prolongada à água, também pode piorar e agravar os sintomas.


Tratamento

Viver com dermatite atópica é uma tarefa desgastante, no entanto já há soluções que visam melhorar a qualidade de vida da criança.

Normalmente, são os pediatras e os médicos de Medicina Geral e Familiar que fazem o diagnóstico e prescrevem o tratamento adequado a cada criança. Nos casos mais complicados, são orientados pelo dermatologista. Para as crises, são prescritos cremes ou pomadas à base de corticóides para melhorar as lesões.

Os corticóides são ingredientes eficazes de ação rápida que aliviam a comichão nas crises agudas quase que instantaneamente. No entanto, a sua aplicação tem de ser limitada de acordo com o conselho médico.




Cuidados

  • Dê banhos rápidos, com água morna;
  • Use produtos de higiene sem sabão e, se desejar, adicione um óleo de banho hidratante com pH 5.5 ou fisiológico à água no final do banho;
  • Use uma toalha macia, secando a pele com pequenos toques, sem esfregar a pele, secando muito bem as pregas;
  • Aplique o creme com a pele ainda húmida e com uma massagem suave;
  • Retire as etiquetas do interior da roupa, para não irritar a pele da criança;
  • Use roupas de algodão (incluída a da cama), leves e confortáveis, e evite as peças de lã e à base de fibras sintéticas;
  • Mantenha as unhas pequenas e suaves para que a criança não coce nem magoe a pele;
  • Evite ambientes muito aquecidos e ambientes com pó, fumo, pelos de animais, etc.;
  • Hidrate a pele cuidadosamente com cremes hidratantes ou emolientes que respeitem o equilíbrio fisiológico da pele, várias vezes ao dia.
  • Não agasalhe excessivamente a criança, especialmente durante a noite;
  • Mantenha a casa ventilada, durante todo o ano;
  • Na lavagem da roupa, evite o uso de amaciadores e de lixívia pois podem ser irritantes para a pele da criança.
Crianças com pele atópica,dermatite atópica,pele sensível,sintomas da pele atópica,tratamento da pele atópica,bebés com pele atópica,pele sensível do bebé,pele delicada,reações alérgicas,